Ansiedade


A ansiedade é um sentimento que todos temos, não há um ser humano sem ansiedade, ou seja, faz parte do DNA e foi transferido através de gerações. É uma forma de defesa essencial para a sobrevivência da espécie humana. Ansiedade é uma resposta a um ataque que nos causará algum dano físico ou emocional.

Foi descrito em 1929, por Walter Cannon, como um mecanismo de alerta, como uma pronta resposta ao perigo, Walter denominou-o como “fight ou flight” (lutar ou fugir). Essa resposta é tão intensa que fez a nossa espécie, nos primórdios de nossa existência humana, sobreviver a ataques iminentes de preda-dores (animais) com maior força, maior velocidade e mais capazes de nos destruir. O mundo em constante mudança fez com que nossa espécie evoluísse e se tranformasse muito nos últimos séculos, porém a nossa resposta de ansiedade é exatamente igual a dos nossos antepassados.

Essa resposta no dia-a-dia, em situações de constrangimentos, situações difíceis, pode causar em nosso organismo a produção excessiva de hormônios (cortisol e adrenalina), podendo causar doenças do coração, aumento de pressão arterial, úlceras, gastrites, pânicos, fobias, depressões e outras. Portanto o que nos primórdios nos foi tão favorável, hoje para o homem moderno pode-se considerar um grande mal e perigo que nos aflige, e para tanto deve-se aprender a “desarmar” esse perigo ou torná-lo mais brando, para que se possa ter uma vida adequada.

A ansiedade é um traço de personalidade de cada um, ou seja, a ansiedade é de cada um, teremos pessoas mais e outras menos ansiosas.

Ao ficarmos ansiosos quebramos o equilíbrio básico de nossas emoções, esta ruptura causa um desconforto interno e percebemos de maneira simples o emocional abalado. Segundo Ana B B. SILVA, a ansiedade define-se como a dualidade do “ser ansioso” e do “estar ansioso”. O ser ansioso é a pessoa com personalidade ansiosa, é a pessoa tensa, inquieta e apreensiva em todos aspectos do seu cotidiano. O estar ansioso, apresenta manifestações físicas como: taquicardia (palpitações), sudorese (suor intenso), tonturas, náuseas, falta de ar, extremidades frias e etc. Portanto esse “casamento” de uma personalidade ansiosa com o estar ansioso é que leva aos chamados Transtornos de Ansiedade (doenças de ansiedade), as quais se apresentam com múltiplas “faces e facetas” e nos causam tantos encomodos e infortúnios.